in

Banco Pan libera empréstimo na hora por meio do aplicativo

Os correntistas do Banco Pan agora podem simplesmente consultar o aplicativo e conferir se tem limite de crédito pré-aprovado. Se você já possui conta digital do Banco Pan e está precisando de dinheiro, basta conferir o limite disponível e fazer um empréstimo que é liberado na hora. É isso mesmo. Saiba como funciona.

Publicidade

Leia Também:

Banco Pan libera empréstimo na hora por meio do aplicativo

Diretamente no App do PAN, você pode fazer a simulação para conferir a parcela que cabe no seu bolso por mês, e tem até 12x para pagar e o dinheiro cai na hora na sua conta digital do PAN. E é na hora mesmo.

Como funciona o empréstimo na hora do Banco Pan?

Primeiramente, abra uma conta no Banco Pan. Basta baixar o aplicativo que atualmente está disponível para Android e iOS.

O Banco Pan automaticamente aprova um limite de crédito para você. Depois de ter a sua conta digital aprovada, procure pela aba Empréstimos e confira o limite de crédito disponível.

Depois disso, é necessário definir um valor e escolher o mês que gostaria de começar a pagar. Há a possibilidade de começar a pagar até com mais de 30 dias depois do início do contrato.

Feito isso, escolha o melhor dia para o pagamento das parcelas, selecione o número de vezes – 9 ou 12 vezes, e clique em contratar o empréstimo. O desconto das parcelas é realizado automaticamente do saldo da sua conta corrente.

Publicidade

Vale a pena?

A taxa de juros é variável de acordo com o cliente. Todavia, no meu caso, ficou de 7,68% ao mês. É um pouco mais alta que a taxa de juros da maioria das modalidades de crédito disponíveis, como o empréstimo consignado e o empréstimo com garantia, por exemplo.

Se você não possui nenhuma outra alternativa como essas que acabei de mencionar, pode ser interessante de fazer um empréstimo pessoal no Banco Pan.

Por fim, se for exclusivamente para situações emergenciais pontuais, ou para eliminar taxas de juros maiores que você esteja pagando atualmente, vale a pena. Um exemplo disso é o crédito pessoal para negativados, que pode ultrapassar taxas de juros de 30% ao mês.